A cinco dias do Natal, uma criança sofre por estar longe da mãe num abrigo de Joinville. Na noite de sexta-feira, um menino de 11 anos foi encontrado dentro de uma igreja evangélica no Centro da cidade. Ele relatou que tinha sido abandonado pela mãe, que teria ido para São Paulo.

A Polícia Militar foi chamada e acionou o Conselho Tutelar, que levou o garoto para um abrigo. O caso está sendo avaliado.

Além da hipótese de a mãe ter deixado o garoto dentro da igreja, há outra versão. De que mãe teria ido à capital paulista e deixado o filho aos cuidados de uma amiga. Esta pessoa, ainda não identificada, é que teria deixado o jovem na igreja.

Conforme a conselheira tutelar Daniela Maragno, o menino foi entregue a um abrigo, onde está sendo alimentado e passa por acompanhamento de uma equipe técnica composta por assistentes sociais e psicólogos. O grupo irá fazer um estudo social que apontará se ele foi mesmo abandonado.

— Estamos cuidando com carinho desta criança e aos poucos ele vai falando o que aconteceu. É preciso ter paciência — diz.

O estudo social deverá ser entregue à Justiça. O documento também apontará se é necessário o registro de um boletim de ocorrência contra mãe por abandono ou se é possível a sua localização e, por conseqüência, a entrega do filho.

— Ainda não temos muitas informações. Há algumas versões que deverão ser confirmadas durante esta semana — explica Daniela.

A mãe do menino — ou a suposta amiga — pode responder por crime de abandono de incapaz. O artigo 133 do Código Penal Brasileira prevê pena de seis meses a três anos de detenção para quem abandonar pessoa que está sob seu cuidado, guarda, vigilância ou autoridade e por qualquer motivo incapaz de defender-se dos riscos que resultam o abandono.

Fonte: Clic RBS