Em meio ao lançamento da biografia autorizada de Edir Macedo, 62 anos, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Rede Record, o bispo exibe o projeto de levantar em 2008, no Brás, em São Paulo, um templo com 80 mil metros quadrados de área construída e altura de um prédio de 18 andares.

No livro, Macedo exibe a maquete do mais arrojado templo da história da Igreja Universal, que pretende levantar em 2008. Duas vezes a altura do Cristo Redentor. Investimento de R$ 200 milhões que, segundo Edir Macedo, foi inspirado no “templo de Salomão”. “Será a mais bela das nossas igrejas no mundo inteiro. O templo da glória de Deus no Brasil”, garante ele.

Os números impressionam. “A presença da igreja é maior que a de muitas multinacionais de porte – a Philips Morris, dona da marca de cigarros Marlboro, por exemplo, está em 160 países e o Mc Donald’s, famosa rede de fast food, em 118. A Universal já chegou a 172 países”, conta o autor. Atualmente, a Igreja Universal possui 4.748 templos e 9.660 pastores apenas no Brasil.

O livro também conta minuciosamente como Edir Macedo comprou a Record, então propriedade de Silvio Santos, que foi “enganado” ao desconhecer que o pastor Laprovita Vieira funcionava como “laranja” de Edir Macedo na negociação.

“Quando soube que Edir Macedo era o real comprador, o apresentador foi enfático: ‘Não vendo mais'”, diz o livro.

Filho de Eugênia e Henrique, Edir Macedo é um dos sete filhos do casal que sobreviveram. Ao todo, a mãe teve 33 gestações – sofreu 16 abortos e perdeu dez filhos prematuros. Já o bispo teve duas filhas com a mulher Ester Bezerra, Cristiane e Viviane, e “herdou” Moisés durante um culto na Igreja.

Dono de um verdadeiro império, Edir Macedo conta no livro quem será seu sucessor. “Se eu morrer hoje, o Romualdo (Panceiro, líder da Igreja no Brasil) assume tudo. E tenho certeza de que os demais bispos irão respeitá-lo como me respeitam”.

Fonte: Paraíba Online