O Ministério de Assuntos Exteriores do Egito pediu aos peregrinos egípcios que forem à cidade saudita de Meca tomem as medidas preventivas necessárias para evitar a expansão da gripe suína.

Esta instituição solicitou aos fiéis que “tomem todas as medidas preventivas sanitárias e alimentícias necessárias”, publica a agência de notícias oficial “Mena”.

Entre estas recomendações, destaca-se a importância da utilização de máscaras cirúrgicas, especialmente nos lugares onde houver grandes concentrações de pessoas.

Segundo o segundo secretário de Assuntos Consulares do Ministério de Exteriores, Mustafa Jundi, citado pela “Mena”, o anúncio ocorre depois que se registrou o surgimento de novos casos de gripe suína, assim como sua rápida expansão a vários países.

Neste sentido, destacou que muçulmanos de todo o mundo se reúnem na cidade de Meca, considerado o lugar mais sagrado para os seguidores do Islã.

A peregrinação a este lugar, praticada por milhões de fiéis anualmente, é considerada pelos muçulmanos como um dos cinco pilares de sua religião.

Fonte: G1