O Brasil tem hoje 135.804.433 eleitores. Os números do eleitorado brasileiro apresentaram uma alta de 7,8,% em relação às últimas eleições gerais de 2006, quando foram registrados um pouco mais de 125 milhões de votantes.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (20) pelo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Ricardo Lewandowski. O percentual inicialmente divulgado foi de 8,5%, e a correção do número foi feita pelo TSE cerca de duas horas depois.

Segundo Lewandowski, as mulheres compõem a maioria, com 51, 8% do eleitorado, os homens representam 48% e 0,2% não tem o sexo declarado no TSE. O magistrado reiterou que o Estado de São Paulo continua sendo o maior colégio eleitoral do país, com 23, 3% dos eleitores; seguidos por Minas Gerais, com 10, 6%; Rio de Janeiro com 8,5% e Bahia, com 7%.

O levantamento do TSE identificou também a queda de registro de jovens entre 16 e 17 anos que podem votar, são 2,391 milhões, em 2010. Em 2008, eram 2,923 milhões e já em 2006, totalizavam 2,536 milhões. “Muitos fizeram 18 anos, mudaram de faixa. Não há como dizer que é questão de desinteresse”, disse o assessor-chefe da Corregedoria da Procuradoria Geral Eleitoral, Sergio Cardoso.

A faixa etária com maior número de votantes é daqueles com 25 a 34 anos, com 24,1%. Depois estão os que 45 a 59 anos, com 22,6% e os de 35 a 44 anos, com 19,7%.

Os eleitores aptos a votar que moram no exterior representam 0,148%, somando 200.392. Dos quais, a maioria é do sexo feminino (60,39%) em comparação com o masculino (39,6%).

[b]Fonte: UOL[/b]