[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×300/smart/media.guiame.com.br/archives/2014/12/04/682344229-.jpg[/img]

Na manhã desta quinta-feira, o pastor Franklin Graham publicou em sua página oficial do Facebook, uma carta aberta ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na qual apoia a criação zonas de segurança na Síria, como solução para desafogar a imigração em massa para países europeus e os riscos que esta traz.

Em sua breve mensagem, o presidente da Associação Evangelística Billy Graham e da missão ‘Bolsa do Samaritano’, o evangelista lembrou que a travessia de imigrantes pelo mar até a Europa é altamente arriscada e também que grande parte dos refugiados gostaria de estar seguro em um local mais próximo de suas casas.

Confira abaixo a carta na íntegra:

Uma carta aberta ao presidente Barack Obama

Caro Sr. Presidente,

“Com quase 40 anos de experiência com o trabalho de assistência internacional aos refugiados e às pessoas deslocadas do sudeste da Ásia, África, Europa e Oriente Médio, eu gostaria de juntar a minha voz à daqueles que apoiam o estabelecimento de zonas de segurança na Síria. Isso permitiria que os sírios que fogem de zonas de conflito no interior do país em busca de segurança, alimentos, remédios e abrigo permaneçam dentro de suas fronteiras, mais perto de suas casas, até que uma solução política e militar seja alcançada.

A maioria dos refugiados com que tenho trabalhado ao longo dos anos tem o desejo de finalmente voltar para casa. Como todos nós vimos, fugir para outro país traz grande risco às suas vidas e expõe os refugiados à exploração por pessoas sem escrúpulos, que chegam a associar-se ao tráfico de seres humanos.

O estabelecimento de zonas de segurança exigiria parceria com assistência militar e de nossos aliados na Europa e no Oriente Médio, além de um compromisso considerável dos Estados Unidos. Sem ação, eu acredito que esta crise só vai aumentar. A Europa e os Estados Unidos não serão capazes de lidar com a avalanche de pessoas e as implicações de longo prazo são grandes com a possibilidade de infiltração de militantes do Estado Islâmico entre os refugiados, trazendo suas atividades terroristas para o nosso território. É mais eficaz, mais econômico e mais seguro para trabalhar com os nossos parceiros e lidar com o problema lá.

Sr. Presidente, peço-lhe para liderar o caminho em uma aliança para fornecer zonas de segurança dentro das fronteiras da Síria. Eu oro para que Deus lhe dê a Sua sabedoria, considerando que suas decisões afetarão as vidas de tantas pessoas. Deus te abençoe.

Atenciosamente,

Franklin Graham”

[b]Contextualização[/b]

A imigração em massa de pessoas que fogem da guerra civil e da perseguição promovida pelo Estado Islâmico em países como a Síria – chegando à Europa por países como a Turquia, por exemplo – tem se tornado tema de debates entre os governos europeus e dos Estados Unidos, recentemente.

A recente publicação da foto do garoto sírio Aylan, afogado em uma praia da Turquia gerou uma comoção mundial e tem estimulado debates sobre a forma como a comunidade internacional pode ajudar estes refugiados.

[b]Fonte: Guia-me[/b]