A família esforça-se para se estabelecer em uma vila budista em Sagaing. Em Mianmar, 32ª nação na Classificação de países por perseguição, os cristãos que vivem em áreas rurais são perseguidos com frequência pelos governantes, que se alinham com poderosos grupos budistas e tentam utilizar a religião como forma de controlar a população local.

“Os dois filhos pequenos [de Nwin Than*] não podem ir à escola porque eles não têm permissão para se matricular”, diz uma fonte que não pode ser identificada por razões de segurança. “Os monges budistas e os vizinhos assinaram uma petição e entregaram ao governo local que acatou a solicitação: quem não for budista não tem autorização para viver na aldeia.”

Than mudou-se com a família para a referida aldeia em abril de 2013. Ele era budista antes de tornar-se cristão. “Seu coração clama pela salvação do seu próprio povo”, afirma o contato da Portas Abertas. “Ele quer compartilhar acerca de Jesus com eles. O cristão e sua família ainda vivem na aldeia, apesar das dificuldades. Há outras famílias cristãs que atravessam as mesmas lutas. Por favor, interceda por eles. Ore por Than e sua família, especialmente por seus filhos.”

*O nome foi alterado para a segurança do cristão

[b]Fonte: Portas Abertas Internacional [/b]