O deputado estadual Alexandre Cesar (PT) pediu votação em destaque da emenda do deputado Antonio Severino Brito (PMDB) ao Projeto de Lei nº 760/07, que institui o Dia Contra a Homofobia no Estado de Mato Grosso.

De autoria do petista, a data seria uma oportunidade de discutir os direitos dos homossexuais. No ano passado, após pedir vistas do projeto, o peemedebista apresentou emenda contrariando a iniciativa no cerne. Brito acrescentou parágrafo único para que no Dia Contra a Homofobia seja “vedado fazer apologia a homossexualidade”.

A votação em destaque foi concedida pelo presidente da Casa, deputado estadual José Riva (PP). “Desta forma vamos apreciar a emenda de Brito em plenário, separadamente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação”, explicou Cesar. Conforme o líder do PT no parlamento, não dá para menosprezar uma parcela tão grande da população mundial. “A Organização Mundial da Saúde estima que de 7 a 15% da humanidade são homossexuais. Portanto, mesmo entendendo as convicções religiosas do pastor Brito não posso concordar com elas”, enfatizou.

Para o deputado Alexandre Cesar a emenda do deputado Brito define uma prática homofóbica. “A data sugerida no projeto é exatamente para lembrar o dia em que a OMS retirou o homossexualismo do rol de doenças e perversão. Não se trata, portanto de uma data para se realizar a parada da diversidade sexual como muitos pensam. Será uma data de reflexão”, conclui.

Fonte: O Documento