A Teoria da Evolução passará a ser ensinada para crianças a partir de cinco anos de idade.

Escolas e universidades públicas do Reino Unido não poderão ensinar o criacionismo. Essa é a decisão do documento oficial do governo que estabelece novas diretrizes para unidades de ensino vinculadas às igrejas.

[img align=left width=300]http://noticias.gospelprime.com.br/files/2014/02/xbiblia-de-bolso-320×192.jpg.pagespeed.ic.tOE-RAWQOR.jpg[/img]O objetivo do documento é criar um “currículo mais amplo e equilibrado” tirando o criacionismo das teorias científicas da grade, e colocando a Teoria da Evolução nas séries iniciais.

As cláusulas que explicam a retirada do criacionismo do currículo escolar afirmam que as teorias são rejeitadas pelas próprias igrejas e pelos pesquisadores e que não há evidências nem consensos científicos sobre os temas, o que faz com que ele não seja uma “teoria científica”.

Segundo o documento o criacionismo é “qualquer doutrina ou teoria que sustenta que os processos biológicos naturais não podem explicar a história, a diversidade e a complexidade da vida na Terra e, portanto, rejeita a teoria científica da evolução”.

A Teoria da Evolução, proposta por Charles Darwin, passará a ser ensinada para crianças a partir de cinco anos. A proposta agradou a Associação Humanista Britânica, segundo o diretor de assuntos públicos, Pavan Dhaliwal, a medida já entrará em vigor em setembro quando as escolas passarão a incluir um módulo sobre a tese de Darwin para as crianças do primário.

[b]Fonte: Gospel Prime com informações de O Globo[/b]