Na semana da primeira parada gay de Campina Grande (130 km de João Pessoa), uma entidade evangélica retomou uma campanha pela valorização da família realizada em junho, que foi suspensa pela Justiça por ter conteúdo preconceituoso contra homossexuais.

A campanha da Vinacc (Visão Nacional para a Consciência Cristã), entidade apoiada por igrejas evangélicas, espalhou pela cidade 11 outdoors que levam a frase “Família, projeto de Deus” em letras vermelhas e a expressão, atribuída à Bíblia, “E fez Deus homem e mulher e viu que era bom”.

Os outdoors são semelhantes aos expostos em junho –no lugar da frase “Família, projeto de Deus”, havia a palavra “Homossexualismo”. Na ocasião, a Justiça da Paraíba determinou a retirada da campanha do site da Vinacc, bem como dos cartazes e outdoors fixados na cidade, sob pena de multa diária de R$ 500, por entender que havia “evidente preconceito social”.

A campanha atual conta ainda com manifesto no site da entidade, com link que direciona o internauta para um abaixo-assinado contra o projeto de lei que tramita no Congresso Nacional e que equipara a homofobia ao racismo.

O Centro de Referência de Combate à Homofobia, ligado à Associação dos Travestis da Paraíba, informou que vai entrar na Justiça para tentar retirar a nova campanha das ruas.

“Essa campanha é extremamente provocativa. Eles estão fazendo o que a gente chama de mensagem subliminar de uma forma extremamente covarde”, disse a advogada do centro, Soraya Chaves.

Para o presidente da Vinacc, pastor Euder Faber, a campanha não faz referências aos homossexuais. “Parece que a carapuça serviu para eles, porque estão se queixando. Estamos fazendo uma campanha pela família e pelos valores tradicionais dela. Muito do que tem acontecido na sociedade é resultado da degeneração da família.”

Questionado sobre o fato da campanha coincidir com a parada homossexual, Faber afirmou que “não precisa de autorização do movimento gay”.

A parada ocorre na sexta-feira (23) no centro de Campina Grande. Deve reunir, segundo os organizadores, cerca de 7.000 participantes.

Fonte: Folha Online