A resolução adotada pelos bispos e demais membros da Igreja procura “impedir a consagração de qualquer candidato (a bispo) cujo estilo de vida seja um desafio para uma igreja mais extensa e que pudesse gerar futuras rupturas”.

A Igreja Episcopal, ramo anglicano nos EUA, decidiu não ordenar mais bispos homossexuais, modificando uma norma anterior aprovada poucas horas antes.

A resolução adotada pelos bispos e demais membros da Igreja procura “impedir a consagração de qualquer candidato (a bispo) cujo estilo de vida seja um desafio para uma igreja mais extensa e que pudesse gerar futuras rupturas”.

No debate realizado durante o Sínodo Geral, ficou estabelecido que o “estilo de vida” fazia alusão aos candidatos ao episcopado que são abertamente homossexuais.

Katharine Jefferts Schori, eleita para dirigir a Igreja Episcopal na convenção dos bispos anglicanos dos EUA, apóia a ordenação de bispos homossexuais. As relações com a Igreja Anglicana no resto do mundo já eram especialmente tensas depois da ordenação do bispo abertamente homossexual Gene Robinson.

O Bispo de Rochester, Michael Nazir-Ali, afirmou que nesta altura um cisma na Igreja Anglicana é um sério risco. “Ninguém quer uma separação mas se pensarmos que praticamente temos duas religiões na mesma Igreja, algo tem de ceder em algum momento”, apontou.

Fonte: Agencia Ecclesia