Uma escola fundada e administrada em Londres pelo governo saudita ensina aos alunos que os cristãos são “porcos” e os judeus “macacos”, afirma um ex-professor da instituição ao jornal Times.

Segundo Colin Cook, que ensinou inglês na King Fahad Academy durante 18 anos, os livros escolares que apresentou à justiça mostram que o estabelecimento é “institucionalmente racista”.

“Os livros utilizados descrevem os judeus como ‘macacos’ e os judeus como ‘porcos'”, disse Cook, 57 anos, demitido em dezembro, também de acordo com o Times.

Cook acusa a escola de demissão abusiva e discriminação pelo fato de não ser saudita.

A King Fahad Academy, fundada no ano de 1985 na zona oeste de Londres, é destinada especialmente aos filhos de diplomatas sauditas e muçulmanos que vivem em Londres.

Fonte: AFP