Eles querem que a Igreja Católica se desculpe por ter apoiado o golpe militar no país e a ditadura franquista.

Mais de 100 associações reunidas em uma “rede” para a instituição de uma Comissão da Verdade na Espanha enviaram uma carta ao papa Francisco pedindo que a Igreja Católica se desculpe por ter apoiado o golpe militar no país e a ditadura franquista.

Na correspondência, os espanhóis também solicitam apoio às suas reivindicações para que seja jogada uma luz sobre tudo o que aconteceu aos milhares de desaparecidos durante a guerra civil (1936-1939) e o regime do general Francisco Franco.

Além disso, as associações pedem que seja suspensa a beatificação de 522 “mártires da fé” prevista para o próximo domingo (13) em Tarragona, na Catalunha. “A Igreja exalta algumas vítimas com a beatificação e canonização em massa, mas por outro lado, esquece a repressão franquista, que envolveu inclusive alguns de seus membros”, diz a carta.

A cerimônia de Tarragona será a maior beatificação da história da Igreja ibérica, que classificou os homenageados como “mártires do século XX”, pessoas que “preferiram morrer a trair sua fé”.

[b]Fonte: Ansa[/b]