Um estudo divulgado sobre Saúde na Família revela que 37,2% das mulheres indianas são maltratadas por seus maridos, um número que chega a 40,2% na área rural, contra 30,4% nas cidades.

O estudo apresenta o estado de Bihar (norte), um dos mais pobres do país, como o mais violento para a mulher, já que 62,2% delas são maltratadas nas áreas rurais e 58,5%, nas urbanas.

As percentagens mais baixas são registradas nas duas grandes cidades do país, Nova Délhi, com 16,3%, e Mumbai, com 19,5%, segundo os dados do relatório divulgados hoje pelas agências indianas “PTI” e “UNI”, que reúne os casos de maus-tratos que são denunciados.

Entre as mulheres com ensino médio ou superior a situação é menos dramática, apesar de 16% delas denunciarem que sofreram maus-tratos por parte de seus maridos.

Em 26 de outubro, entrou em vigor na Índia uma lei contra a violência doméstica que dá às mulheres o direito a escolher marido e proteção contra todo tipo de agressões dentro da família.

A norma, no entanto, teve pouca repercussão na sociedade, na qual muitas mulheres ignoram quais são seus direitos e não denunciam situações de maus-tratos.

Segundo cálculos do próprio Governo, até 70% das indianas sofrem violência doméstica.

Fonte: Efe