Os Estados Unidos disseram que, para tirar a Coréia do Norte de sua “lista de países que apóiam o terrorismo”, será necessária uma análise prévia sobre as políticas recentes do país asiático e receber garantias de Pyongyang de que “não se envolverá” em atividades terroristas.

A Coréia do Norte, como qualquer outro país incluído na lista, “deve dar aos Estados Unidos garantias detalhadas em áreas-chave de que não se envolverá em terrorismo”, afirmou Del Dailey, funcionário do departamento de Estado americano.

“Estas garantias ainda não chegaram para nós da Coréia do Norte”, continuou, após a publicação de um relatório do departamento de Estado que coloca os norte-coreanos ao lado de Irã, Síria, Cuba e Sudão como ‘Estados que promovem o terrorismo’.

Trata-se de um relatório anual, referente a 2007. Os cinco países incluídos são os mesmos que aparecem no informe anterior, referente a 2006.

Dailey, coordenador do escritório para Contraterrorismo, declarou que para excluir a Coréia do Norte da lista – medida que faz parte das negociações para que os norte-coreanos suspendam seu programa nuclear – também é necessário que os Estados Unidos analisem cuidadosamente a situação.

“Devemos fazer uma dura e rápida análise de inteligência sobre os seis meses passados para termos certeza de que os norte-coreanos não participaram de nenhum ato internacional de terrorismo”, concluiu.

Fonte: AFP