Os Estados Unidos mostraram-se nesta terça-feira “profundamente preocupados” com o aumento do número de ataques contra cristãos em partes do Oriente Médio e da África.

“Estamos certamente conscientes de uma série de ataques recentes contra cristãos desde o Iraque, Egito e Nigéria”, disse à imprensa o porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley. “Estamos profundamente preocupados pelo que parece ser uma onda crescente” de atentados, acrescentou.

Um ataque contra uma igreja copta de Alexandria (norte do Egito) deixou 21 mortos e dezenas de feridos na noite de Ano Novo, mas ainda não foi reivindicado.

Dois meses antes, um grupo iraquiano sob influência da rede Al Qaeda reivindicou o ataque contra uma catedral de Bagdá, que deixou 46 fiéis mortos, e também ameaçou a Igreja copta, acusando-a de prender duas esposas de sacerdotes coptas convertidas ao Islã.

[b]Fonte: Folha Online[/b]