O chamado “Evangelho perdido” foi traduzido do aramaico em manuscrito de 1.500 anos, descoberto na Biblioteca Britânica.

De acordo com um manuscrito de quase 1.500 anos, descoberto na Biblioteca Britânica, Jesus teria se casado com Maria Madalena e tido dois filhos. O chamado “Evangelho perdido”, que foi traduzido do aramaico, supostamente traz novas alegações surpreendentes, de acordo com o “The Sunday Times”.

O professor Barrie Wilson e o escritor Simcha Jacobovic passaram meses traduzindo o texto.

Muitos especialistas minimizam a importância histórica da Bíblia, mas, de acordo com os tradutores do novo evangelho, ela tem mais importância do que se pensava anteriormente.

Maria Madalena já aparecia em evangelhos existentes e está presente em muitos dos momentos importantes registrados na vida de Jesus.

O “Evangelho perdido” não é o primeiro a afirmar que Jesus se casou com Maria Madalena.

Nikos Kazantzakis, em seu livro de 1953, “A última tentação de Cristo” e, mais recentemente, Dan Brown, em “O Código Da Vinci”, fizeram a mesma alegação.

As revelações do livro, incluindo os nomes dos filhos de Jesus, serão conhecidas no lançamento da obra nesta quarta-feira. A editora Pegasus confirmou a publicação.

[b]Fonte: O Globo[/b]