Depois da resposta dada durante o Miss EUA no último dia 19, quando ficou em segundo lugar, a Miss Califórnia virou garota-propaganda contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Vamos ao caso: durante o Miss EUA, na seção de perguntas, Carrie Prejean, de 21 anos, teve que responder sobre o que achava do casamento homossexual. Daí surgiu a resposta que criou a polêmica:

“Nós vivemos em uma terra onde você pode escolher casamento do mesmo sexo ou entre opostos. Mas você sabe, eu acho que em nosso país, em minha família, eu acho que eu acredito que casamento deveria ser entre um homem e uma mulher. Sem ofender ninguém, mas é isto que eu mostro”, afirmou a Miss Califórnia

Carrie vai passar a trabalhar junto à Organização Nacional pelo Casamento para “proteger as tradições do casamento”, conforme disse em entrevista para o programa ‘Today’, da NBC. Segundo a CNN, a campanha da instituição será de US$ 1,5 milhão. “Sem homens e mulheres juntos, as crianças não terão pais e mães”, disse ela, em uma entrevista coletiva, na capital Washington.

Leia também: [url=http://www.folhagospel.com/htdocs/modules/news/article.php?storyid=11049]Miss evangélica perde o título nacional por ser contra a união gay[/url]

Fonte: G1