A ex-miss Califórnia Carrie Prejean admitiu nesta terça-feira (10) que participou de um vídeo com conteúdo erótico quando tinha 17 anos. O vídeo, segundo ela, foi gravado por um ex-namorado.

“Foi o maior engano da minha vida”, disse ela, que hoje tem 22 anos, em entrevista à TV. Ela afirmou que aparece sozinha no vídeo.

“Era para uso privado, mas isso justifica o que eu fiz? Não. Foi o maior engano da minha vida”, disse.

Prejean foi “demitida” do cargo de miss em junho. Ela acredita ter perdido a coroa por ter se declarado publicamente contra o casamento gay.

Os organizadores do concurso -liderados pelo magnata Donald Trump- argumentaram que ela foi demitida porque estava faltando a compromissos profissionais, mas Carrie havia infringido uma das regras do concurso por já ter posado com roupas intimas e semi-nua para revistas e marcas.

No começo de novembro, ela e seus ex-patrões chegaram a um acordo confidencial. Ela disse à NBC que está sofrendo “uma campanha para ser silenciada”.

Fonte: GNotícias