Integrantes de cerca de sessenta igrejas evangélicas de Curitiba e região metropolitana se reuniram neste sábado, 15, na capital, para mais uma edição da Marcha para Jesus.

Logo no início da manhã, eles começaram a se concentrar na Praça Santos Andrade e em seu entorno, resultando no bloqueio de diversas ruas por parte da Diretoria de Trânsito de Curitiba (Diretran).

Às 10h15, com cinco caminhões de trio elétrico, foram em caminhada até o Centro Cívico, passando por ruas como Marechal Deodoro, Marechal Floriano e Cândido de Abreu. Na saída da Santos Andrade, o trânsito na Marechal Deodoro, na quadra entre as ruas Tibagi e Conselheiro Laurindo, precisou ser invertido para evitar maiores congestionamentos.

No Centro Cívico, onde foram montadas diversas barracas de alimentação, os integrantes das igrejas permaneceram até o início da tarde. O evento contou com a participação de diversos jovens, que entoavam músicas de caráter religioso. Porém, também havia entre seus integrantes famílias com crianças e mesmo idosos. O objetivo era pedir por uma cidade mais pacífica, através da fé em Jesus Cristo.

“Com a marcha, queremos manifestar publicamente a unidade entre as igrejas evangélicas e mostrar à população a representatividade do povo de Deus. Lutamos por uma cidade com mais amor, menos drogas e violência”, disse o pastor da igreja Bola de Neve, Marcelo Bigardi.

Durante a marcha, também foram recolhidos alimentos para entidades carentes e cadastramento de doadores de medula óssea, através da Secretaria de Estado da Saúde. Segundo informações de agentes da Diretran, a estimativa é de que cerca de 20 mil pessoas tenham participado do evento. Já os realizadores da marcha falavam em 70 mil.

Fonte: Paraná online