A reabertura da praia da Ponta Negra neste sábado (5) teve mais que lazer em Manaus. Milhares de evangélicos lotaram a praia para um batismo coletivo em uma tradição seguida há mais de dez anos. Segundo um dos pastores responsáveis pela celebração, 6.700 fieis das 300 igrejas da Assembleia de Deus da capital participaram do ato. Em todo o estado, foram cerca de 10 mil batizados. A estimativa da Polícia Militar é que aproximadamente 15 mil pessoas estavam presentes da celebração do rito.

[img align=left width=300]http://s2.glbimg.com/4TtX5E-BH8ydi-5nfTtVIrhW1S0=/620×465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2015/12/05/img_0822_1.jpg[/img]O segurança Luiz Gonzaga, 45, foi um dos batizados nas águas do Rio Negro. Para ele, o momento era de renovação. “O batismo representa muita coisa para mim. É mudança, é benção, é saber que eu e minha família vamos aceitar e seguir Jesus”, afirma o segurança, que há pouco mais de um ano frequenta a igreja no bairro Tarumã, na Zona Oeste da cidade, com a esposa e os quatro filhos.

Para muitos, a espera na fila para ser banhado no rio trouxe emoção. Este foi o caso da funcionária Maria José Nascimento, de 51 anos. Ela contou que frequenta a igreja há 15 anos, mas que só agora decidiu dar esse passo.

“Vem na minha cabeça muitos momentos que eu não quero repetir, momentos que não foram bons, mas que agora vão ficar para trás. Meu marido acabou de ser batizado também e está feliz. Fico lembrando de tanta coisa e vejo que agora é nova vida”, afirma.

Segundo Elionai Reis, um dos pastores responsáveis pela organização do batismo, antes do rito os fieis passam por um pré-batismo, que consiste em uma preparação espiritual para a vida que terão a partir do batizado.

[img align=right width=300]http://s2.glbimg.com/_zzWmCqkClA2ov0S2M2t_m3SOes=/620×465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2015/12/05/img_0820.jpg[/img]”Essa preparação é para aceitar Jesus. Eles participam de retiros espirituais, escolas dominicais, é toda uma prepação, um acompanhamento que é feito nas congregações que eles já frequentam”, explicou Reis.

De acordo com o pastor, o batismo é realizado há mais de dez anos na capital e o rito é feito na praia da Ponta Negra, sempre no primeiro sábado do mês de dezembro. O ato foi celebrado simutaneamente em algumas cidades do interior do estado e do Brasil.

[b]Fonte: G1[/b]