Organizado pelo Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI) em parceria com o programa das Nações Unidas pelo Meio Ambiente (PNUMA), 50 pastores e líderes religiosos da região do Bio Bio estiveram reunidos na segunda-feira, 10, em oficina intitulada “Cidadania ambiental global”.

Representando a Armada do Chile, o sargento David Pulgar informou sobre os métodos utilizados na fiscalização dos navios que entram em águas chilenas para que não depositem resíduos nos mares do país.

O jurista Raúl Romero apresentou enfoque sobre a Lei 19.300 que, disse, não oferece marco jurídico de como o meio ambiente deve ser protegido. “Parte do princípio do direito à vida, do qual depende todo o Direito”, afirmou.

O teólogo e professor da Comunidade Teológica Evangélica, Eliseo Daza, referiu-se ao mandato de Deus que ordena a mordomia pela Criação. Disse que Criação é um ato de amor de Deus, pois Ele toma a iniciativa: “E disse Deus faça-se e fez-se”. “Encher a terra de vida, essa é a tarefa de Deus, e administrar a criação é a tarefa de todos. Ser mordomos da criação faz parte de nossa missão”, enfatizou.

Os participantes do encontro manifestaram preocupação frente à destruição do meio ambiente. As grandes empresas internacionais, com enormes investimentos de capital, foram apontadas como as maiores responsáveis pela contaminação em grande escala, desconsiderando as leis ambientais, pagando grandes somas de dinheiros a juristas para as defenderem.

Organizações sociais queixam-se que os políticos não defendem os interesses ambientais do país, uma vez que muitas empresas poluidoras financiam as campanhas deles.

No encontro, os participantes também expressaram que os cristãos devem realizar gestos de cuidado com o meio ambiente no círculo mais próximo: bairro, igreja e trabalho. Enfatizaram a necessidade de construir áreas verdes e de discutir a situação do meio ambiente nos currículos das escolas bíblicas.

A oficina de Coronel insere-se num programa que nasceu no seio das Nações Unidas e cuja implementação na América Latina, mais especificamente no Chile, Argentina, Peru, Colômbia, Costa Rica, Cuba e México, foi organizada pelo CLAI.

Fonte: ALC