Cerca de 80 pessoas realizaram um protesto na tarde desta sexta-feira em São Paulo, na praça Ramos de Azevedo, na região central da cidade. De acordo com a Polícia Militar, os manifestantes eram membros de igrejas evangélicas e protestavam contra a fiscalização que a prefeitura estaria fazendo em alguns templos da cidade.

De acordo com a PM, a manifestação foi pacífica e ocorreu por volta das 14h em frente ao Teatro Municipal.

No início de fevereiro, a Justiça negou o pedido de liminar (decisão provisória) do Ministério Público contra a igreja Renascer que pedia o impedimento da realização de cultos em seus 108 templos na cidade de São Paulo ou qualquer outro local sem alvará ou licença de funcionamento da prefeitura.

A promotora de Justiça de Habitação e Urbanismo Mabel Tucunduva havia movido uma ação civil pública contra a igreja na tentativa de obrigá-la a regularizar todos os templos na cidade. O Ministério Público chegou a estabelecer uma multa de R$ 2 milhões por culto ou evento irregular.

No dia 18 de janeiro deste ano, o teto da sede da igreja, no bairro do Cambuci (região central de São Paulo), desabou matando nove mulheres e deixou mais de cem feridos.

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a manifestação não atrapalhou o trânsito de veículos na região.

Fonte: Folha Online