A crise de segurança no estado do Espírito Santo obrigou um grupo de fiéis de uma igreja evangélica no centro da capital, Vitória, a agir em defesa de suas famílias. A ação foi flagrada pelas câmeras de segurança de um comércio situado na área.

No último domingo, 05 de fevereiro, um grupo de arruaceiros se preparava para assaltar os fiéis que saíam do culto em uma igreja próxima à praça Costa Pereira, no centro de Vitória. Nas imagens das câmeras de segurança usadas pelo comerciante Eugenio Martini é possível contar 17 criminosos.

[img align=left width=300]https://i2.wp.com/noticias.gospelmais.com.br/files/2017/02/evangelicos-defendem-familias-espirito-santo.jpg[/img]Em determinado momento, os criminosos colocam três mulheres para correr, sendo que uma delas estava com um bebê de colo. Uma família evangélica que saía do culto vê a movimentação e decide voltar para o templo. Instantes depois, todos os homens que participavam do culto se juntam para enfrentar o grupo de criminosos.

É possível ver, nas imagens, que alguns dos fiéis estavam armados, e quando os criminosos insinuam partir para o confronto, os evangélicos armados posicionam-se de forma que os desencoraja. De acordo com informações da Gazeta Online, não há informações se os fiéis armados eram policiais à paisana ou seguranças.

“Eles espantaram [os criminosos] e protegeram a família. O desejo popular vem por conta do direcionamento da segurança pública. A população precisa ir às ruas se defender”, afirmou Martini.

Na entrevista concedida, o comerciante contou que assistiu às cenas ao vivo, de sua casa, pelo monitoramento de segurança: “Estava assistindo. É como as coisas têm que acontecer. Teve o extremo, de caras assustando as senhoras e os homens de verdade protegendo a família e a sociedade”, observou.

“O vídeo está com mais de 190 mil visualizações. Isso é a expressão popular. Desde que cheguei no Espírito Santo, há 30 anos, nunca vi uma tragédia dessa”, lamenta Martini.

Assista ao vídeo:

[b]Fonte: Gospel Mais[/b]