A banda pop cristã Newsboys é uma das mais conhecidas no meio gospel internacional, e um dos músicos fundadores se declarou ateu recentemente.

George Perdikis, que já não integrava o grupo desde 1987, criticou o cenário da música cristã como um todo em um depoimento publicado por um portal ateu.

“Eu fui um co-fundador de uma das mais populares bandas de rock cristão… E agora eu sou um ateu”, escreveu o guitarrista para o site Stand Up For The Truth.

[img align=left width=300]http://i2.wp.com/noticias.gospelmais.com.br/files/2015/01/george-perdikis.jpg[/img]Perdikis acrescentou ainda que muitos músicos cristãos são mais vaidosos do que os seculares: “A cena da música cristã é povoada por muitas pessoas que agem como se eles tivessem uma linha direta com Deus, que lhes dá as respostas para o Universo. Parecem mais egocêntricos e narcisistas do que suas contrapartes seculares”, disparou.

O músico revelou ainda que teve contato com o cristianismo durante o Ensino Médio, quando foi matriculado por seus pais em uma escola cristã, mas que não conseguiu se adaptar à doutrina e isso o afastou da fé: “Eu sempre me senti desconfortável com as regras estritas impostas pelo cristianismo. Tudo o que eu queria fazer era criar e tocar rock […] Eu queria que a minha vida fosse avaliada pela minha música, não pela minha capacidade de resistir à tentação”, escreveu.

Curiosamente, a banda fundada em 1985 na Austrália, se tornou famosa nos Estados Unidos a partir de 1988, anos após a saída de Perdikis. Recentemente, o Newsboys participou do filme cristão “Deus Não Está Morto”, em que um aluno rebate os argumentos de um professor ateu.

Por fim, George Perdikis disparou acusações contra os ex-colegas de banda: “A verdade é que os [músicos do] Newsboys não são tão santos como eles professam. Em vez de usar uma máscara de ‘justiça’, eles precisam reconhecer que eles estão lutando tanto quanto todos os outros”.

[b]Fonte: Gospel +[/b]