A polícia de Kiev, na Ucrânia, afirmou nesta quinta-feira que a explosão de uma bomba em uma igreja ortodoxa ocorrida na quarta-feira pode ter sido um ato de terrorismo.

Uma mulher de 80 anos morreu e outras nove pessoas ficaram feridas no incidente, que ocorreu em Zaporizhzhya, no sul do país. As informações são da agência russa Interfax.

“Estamos considerando todos os possíveis motivos, começando com questões internas e terminando com a possibilidade de um ato terrorista que visaria intimidar os fiéis da Catedral de Intercessão”, afirmou o porta-voz do Ministério do Interior ucraniano, Dmitry Andreуev. Segundo Andreуev, foi confirmado que a explosão, que ocorreu perto da entrada da igreja, foi provocada por uma bomba caseira.

A explosão aconteceu no dia em que a Ucrânia celebra o aniversário de sua conversão ao Cristianismo, em 988. Segundo a imprensa local, a idosa que morreu no incidente era uma freira que chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]