Continuam na Índia, os ataques contra a minoria cristã no país. Desta vez, na mira dos ativistas hindus, estava a escola católica “Thomas Higher Secondary School”, situada em Ujjain, no estado indiano de Maadhya Pradesh.

Nos últimos dias, alguns extremistas hindus espancaram o diretor da escola, Pe. George Thoppil, e destruíram uma imagem de Nossa Senhora. Tal gesto foi justificado pelos ativistas hindus, com a morte de um aluno, no pátio da escola. “Uma desculpa _ ressaltou Pe. Mattungal, porta-voz da Igreja local _ que denuncia a intenção dos extremistas, de destruir a paz entre as religiões.”

Outro caso aconteceu no estado indiano de Haryana, norte do país, onde, no dia 4 do corrente, quatro missionárias cristãs do grupo “Gospel for Asia” foram espancadas por extremistas hindus.

Ataques contra mulheres são raros na Índia, e as missionárias estavam ali naquele local há um ano. Elas se encontravam dentro de casa, quando os extremistas arrombaram a porta e espancaram as missionárias com cassetetes, socos e chutes. As missionárias fugiram e procuram refúgio numa igreja vizinha.

Fonte: Rádio Vaticano