Renie Pierre Cabistani Dilli, de 57 anos, foi preso nesta segunda-feira (23), em Bataguassu (MS).

Ele é acusado de se apresentar como pastor missionário de uma Igreja Evangélica para tentar abusar sexualmente de uma menina de 11 anos.

Segundo a polícia, o homem foi até a casa da vítima e se prontificou a fazer “atendimentos individuais”, onde teria tentado abusar de uma menina de 11 anos, porém ela conseguiu escapar e correr para pedir ajuda dos familiares.

[img align=left width=300]http://www.fatimanews.com.br/upload/dn_noticia/2015/03/pastor.jpg[/img]A Polícia Militar foi acionada e deteve o suspeito, encaminhando-o para a Delegacia de Polícia Civil.

Segundo investigação da Policia Civil, o homem realmente é integrante da igreja porem não é Pastor nem missionário da igreja, não tendo nenhuma autorização da instituição.

Segundo o delegado Nilson Martins, a suspeita é de que o homem tenha cometido outros atos na região, pois o homem informou que passou os últimos dias nas cidades paulistas de Assis e Presidente Prudente e teria chegado este fim de semana no distrito de Nova Porto XV, de onde foi para Bataguassu.

“Acreditamos na possibilidade da existência de outras vítimas do falso pastor, e pedimos que se alguém conhecer a sua foto, e saibam de outras vítimas que entrem em contato com a Policia Civil de Bataguassu, na Rua Anaurilândia, 543, ou entre em contato pelo telefone da Delegacia de Policia Civil no (67) 3541-1286 ou pelo e-mail: dpbataguassu@pc.ms.gov.br”, disse o delegado.

[b]Fonte: Fátima News[/b]