Militantes islâmicos ameaçaram atacar uma família cristã com bombas pela recusa de se converter ao islamismo, já que a luta entre militantes e as tropas do governo recomeçou no noroeste do Paquistão na semana retrasada.

“Torne-se muçulmano – de outro modo, nós destruiremos sua casa com bombas”, um visitante anônimo disse a uma família cristã.

A família, que pediu que seu nome e vilarejo fossem mantidos em anonimato por medidas de segurança, disse que eles ficaram acordados por toda a noite orando depois da ameaça.

Eles contaram que um vizinho muçulmano, um amigo chegado, passou a noite inteira na frente de seus quartos em sinal de solidariedade.

No mês passado a família recebeu uma ameaça similar; militantes deixaram uma ameaça escrita em uma área de acampamentos que a família administra.

Uma comunidade cristã muito pequena na província da fronteira noroeste reportou ainda que nos últimos meses há uma pressão constante para sujeitar-se à lei islâmica.

Fonte: Portas Abertas