Familiares, amigos e membros da igreja Congregação Cristã do Brasil participam de um culto religioso reservado no velório da adolescente Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos, no início da manhã desta terça-feira (21).

Por volta das 6h, a família pediu para ficar sozinha na sala onde o corpo da jovem é velado. Por volta das 6h40, o culto ainda era realizado.

A Polícia Militar (PM), a Guarda Municipal e a administração do Cemitério Santo André, em Santo André, no ABC, estimam que cerca de 10 mil pessoas devem acompanhar a cerimônia de sepultamento de Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos, marcada para as 9h desta terça-feira (21).

Por conta dessa previsão, Altimar Augusto Fernandes, administrador e proprietário do cemitério, traçou com as duas corporações estratégia especial de segurança, com reforço do contingente policial.

A PM, que no início da madrugada desta terça mantinha 28 homens no complexo, reforçará o contingente: ao menos 100 soldados irão trabalhar dentro do cemitério e também no perímetro do cemitério. A Guarda Civil destacou 40 pessoas para as primeiras horas da manhã.

Uma área próxima ao jazigo onde a estudante será sepultada será destinada à família e aos amigos de Eloá. O público poderá acompanhar o enterro, mas à distância.

“Estimamos que 10 mil pessoas irão acompanhar o enterro. Por isso, trabalharemos com todo o efetivo do cemitério, de 48 funcionários”, afirmou o administrador Altimar. Pelo menos 25 funcionários do Cemitério Jardim Santo André passaram a madrugada desta terça no próprio complexo.

27 mil foram ao velório

A administração do cemitério e a Guarda Municipal calcularam que cerca de 27 mil pessoas estiveram no velório da estudante. Altimar Fernandes contabilizou o número na entrada do cemitério, entre 15h30 de segunda-feira (20) e 0h30 desta terça. Após esse horário, o fluxo de visitantes diminuiu bastante. “Depois das 21 horas, a amostragem na entrada do cemitério indicou a passagem de 50 pessoas por minuto, o que resulta em 3 mil visitantes por hora. Esse índice se repetiu ao longo de todo o dia”, afirmou Altimar.

A Guarda Municipal contabilizou o mesmo número de visitantes. O inspetor operacional Cláudio disse que a amostragem ocorreu no salão onde a adolescente está sendo velada. “Não contabilizamos os familiares e os amigos da menina, que têm acesso ao salão por uma outra entrada”, disse.

Por conta do surpreendente número de visitantes, a família de Elóa suspendeu uma cerimônia que seria realizada por volta de meia-noite, que exigiria o fechamento do salão onde ocorre o velório.

Comparações

O número de visitantes ao velório de Eloá é superior – quase o dobro – à lotação do Estádio Bruno José Daniel, em Santo André, que tem capacidade para receber até 15 mil pessoas.

Ainda como comparação, o velório do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT), realizado em janeiro de 2002, na Câmara Municipal, registrou púplico de 15 mil pessoas. Entretanto, o cortejo fúnebre pelas ruas da cidade até o Cemitério da Saudade, na Vila Assunção, foi visto por cerca de 50 mil pessoas, segundo dados da PM.

Fonte: G1