Um dos principais problemas dos cristãos na Índia é o fanatismo hindu e muçulmano que leva a essas comunidades à violência contra os seguidores de Cristo, diz o Arcebispo de Bagalore, Dom Bernard Moras.

Em uma entrevista à agência Fides, por ocasião da próxima Assembleia Geral dos Bispos da Índia, o arcebispo disse que a reunião deve discutir “o velho problema do terrorismo e do fanatismo religioso, hindus e muçulmanos, que gera ódio, a intolerância e violência contra os cristãos. ”

O arcebispo disse que “o desafio é construir e tornar eficazes comissões para o diálogo e a paz em todas as comunidades. Como cristãos, estamos confiantes de que o projeto dos radicais hindus de nos expulsar da Índia não vai acontecer”.

O Arcebispo Moras também comentou sobre o tema da Assembleia “O papel da Igreja para uma Índia melhor”, considerando que diante da pobreza, do desemprego e da falta de educação “a Igreja Católica afirma ser uma voz importante e oferece sua própria contribuição para a construção da nação para garantir o bem-estar, educação, harmonia e justiça para todos. ”

A Assembleia, que vai acontecer entre 1° e 8 de fevereiro e reunirá mais de 160 bispos dos ritos presentes na Índia (latino, siro-malabar e siro-Malankara), vai ter ainda a presença de convidados importantes como o cardeal Peter Turkson, Presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz.

O arcebispo também disse que há “duas questões que, como bispos, estamos sempre muito atentos que são a evangelização e a juventude. O Evangelho é a resposta aos desafios de hoje e os jovens são o futuro da nação”.

[b]Fonte: Rádio Vaticano[/b]