Mais de 8 mil participam em Guaratiba de evento que arrecadou recursos para lar de crianças. Segundo a coordenadora, gastos do abrigo chegam a R$ 19 mil por mês.

Mais de 8 mil pessoas compareceram sábado, na Zona Oeste, à festa para arrecadar recursos para o Abrigo Evangélico da Pedra de Guaratiba, que acolhe crianças abandonadas e vítimas de violência. Desde 2006, 400 já foram cuidadas lá, das quais 276 foram adotadas.

[img align=left width=300]http://odia.ig.com.br/polopoly_fs/1.433430!/image/image.jpg_gen/derivatives/landscape_575/image.jpg[/img]O evento, já tradicional no bairro, acontece sempre em 21 de abril, e é organizado por igrejas evangélicas, que alugam espaço para instalação de 110 barracas. A arrecadação costuma ser de aproximadamente R$ 27 mil.

Segundo a coordenadora da instituição, a pedagoga Ana Chelly, 33 anos, os gastos do abrigo chegam a R$ 19 mil por mês: “Como vivemos de doações de pessoas físicas e de igrejas, temos contas a pagar em todo o comércio. Esse dinheiro serve para quitar despesas na farmácia, no supermercado e na padaria”.

O abrigo cuida hoje de 25 crianças, mas tem capacidade para atender 40. O lar cuida desde bebês recém-nascidos até crianças de 3 anos. Eles chegam ao abrigo através de juizados e conselhos tutelares de bairros da Zona Oeste. A maioria é vítima de violência doméstica, maus- tratos, negligência, abuso sexual, abandono, ou são filhos de pais presos. Eles ficam no abrigo até seis meses, quando são reintegrados à família ou encaminhados para adoção.

O local tem dois andares, sendo o primeiro equipado com 20 berços e sala de TV, onde ficam bebês de até seis meses. Duas mães ficam responsáveis por cuidados como alimentação, banho, troca de fraldas, banho de sol, entre outras atividades. No segundo andar ficam crianças de até 3 anos. O espaço tem 20 berços, 20 camas, salas de TV e vídeo, além de uma brinquedoteca. No espaço também atuam duas mães sociais.

[img align=left width=300]http://odia.ig.com.br/polopoly_fs/1.433372!/image/image.jpg_gen/derivatives/landscape_575/image.jpg[/img]Presente na festa, o sociólogo Jether Pereira Ramalho, 89 anos, filho do fundador do Abrigo Evangélico, destacou a importância do evento: “Essa festa é a base econômica da instituição e ocorre desde a abertura”, afirmou.

Para arrecadar recursos, o abrigo também promove todos os anos um chá beneficente, no dia 3 de julho, que custa R$ 20. Os ingressos começam a ser vendidos em junho. O Abrigo Evangélico da Pedra de Guaratiba fica na Rua Belchior da Fonseca 165, Pedra de Guaratiba, o telefone é 2417-1724.

[b]Alegria com trabalho solidário
[/b]
Para as amigas Elivane da Silva Maia, 43 anos, empregada doméstica, e Vânia Helena de Paula, 49, zeladora, o trabalho na festa tem importância maior devido ao sentimento de solidariedade que têm pela instituição. Elas trabalham na barraca da Igreja Evangélica Congregacional há três anos. “Vendemos água para ajudar o Abrigo. Toda colaboração é importante”, explica Elivane.

Já o vendedor de frutas caramelizadas Dejair Ferreira da Silva, de 58 anos, participa do evento há 30 anos. Ele enaltece a importância em participar da festa e demonstra alegria também em “faturar um trocado”: “É também uma ótima oportunidade de ganhar dinheiro”.

[b]Fonte: Jornal O Dia on-line[/b]