Durante dois dias, uma cerimônia hindu no Nepal sacrificou 200 mil animais, em um sangrento festival em honra da deusa Gadhimai. A cerimônia começou na madrugada desta terça-feira (24), com orações em um templo onde estavam dezenas de milhares de hindus.

Em seguida, os fiéis se dirigiram a um curral próximo, onde açougueiros começaram a decapitar os animais. Entre eles há bois, cordeiros, frangos e búfalos.

Um ministro do Nepal disse que esta é a maior matança ritual de animais do mundo. Ativistas pelos direitos dos animais e outros grupos religiosos realizaram protestos nas últimas semanas, em povoados próximos do templo de Gadhimai, na capital Katmandu, mas os organizadores hindus se negaram a suspender a matança, argumentando que se trata de uma tradição de séculos.

O chefe do governo da região, Taranath Gautam, disse que centenas de milhares de pessoas participaram do evento. O festival de Gadhimai ocorre a cada cinco anos. Os participantes acreditam que sacrificar os animais para a deusa porá um fim ao mal e trará prosperidade. Muitos viajam para participar do Estado indiano de Bihar, onde os sacrifícios de animais foram proibidos em algumas áreas.

Os críticos afirmam que as matanças – degolando animais com espadas – são bárbaras e cruéis. “Não conseguimos impedir os sacrifícios de animais neste ano, mas continuaremos com nossa campanha para impedir as matanças durante esse festival”, afirmou Pramada Shah, do grupo Animais do Nepal.

Fonte: Agência Estado