Cerca de 200 fiéis participaram neste domingo (6) pela manhã de uma caminhada em favor do padre Rômolo Avagliano Rodrigues, das paróquias de Itapissuma e Itamaracá, região metropolitana do Recife, acusado de corrupção de menores e atentado violento ao pudor.

O grupo saiu da Igreja Nossa Senhora do Pilar, em Itamaracá, Litoral Norte de Pernamnuco, por volta das 9h, e seguiu até a Paróquia de São Gonçalo, em Itapissuma.

O padre Rômolo Avagliano Rodrigues vem sendo investigado por envolvimento com jovens que trabalharam ou trabalham nas duas paróquias como coroinhas ou auxiliares administrativos. Pelo menos quatro pessoas já confirmaram terem sido assediadas pelo religioso, no inquérito aberto pelo delegado da 8ª seccional da Polícia Civil, Aníbal Moura, que estava à frente do caso. Como a denúncia envolve corrupção de menores, a investigação já está a cargo da Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA).

O fiel Gildo Júnior, que participou da caminhada, acredita na inocência do religioso. “Ele está aqui há sete anos e nunca soubemos de qualquer abuso por parte dele. Meus filhos, inclusive, freqüentam a igreja e nunca disseram nada contra o padre. Isso tudo é calúnia”, disse.

Fonte: JC Online