Um frequentador da Igreja Renascer em Cristo, cujo teto desabou neste domingo, matando oito e ferindo outras 96 pessoas, disse que parte do teto já havia desabado na semana passada. O prédio, onde funcionava a sede mundial da Renascer, era uma antiga sala de cinema.

– Vimos durante essa semana o teto quebrar, caindo um pedaço e ser remendado até para poder dar continuidade a outros cultos, né? – diz o fiel, que não quer ser identificado.

O presidente da Renascer, Geraldo Tenuta Filho, o bispo Gê, disse que recentemente não houve reforma no teto. Ele garantiu que todo o imóvel estava em ordem e aprovado pelo Contru, órgão da Prefeitura responsável pela fiscalização de imóveis na capital.

– Não houve reforma do teto. Há três anos foi feita uma pintura na frente da igreja. Estava tudo em ordem, aprovado pelo Contru, que é um órgão rigoroso – diz o bispo Gê.

Fonte: O Globo