“Nós, líderes religiosos, temos o dever de estar presentes e procurar força e inspiração no Senhor”, para solucionar “a crise política que o país atravessa”: foi o que declarou o arcebispo de Lingayen-Dagupan, Dom Oscar V. Cruz, que falou à imprensa sobre a “Assembléia Inter-religiosa Nacional”, realizada na última sexta-feira, na capital filipina, Manila.

“Somente a intervenção divina pode nos ajudar, na frustração e na falta de coragem atual” _ afirmou Dom Cruz, comentando as dificuldades econômicas e a crise política que as Filipinas atravessa.

A Igreja Católica no país, unida aos líderes protestantes e muçulmanos, no movimento “Unidos na oração pela ação”, continua pressionando a presidente Gloria Macapagal Arroyo. O grupo inter-religioso elaborou um documento destinado à imprensa do país, que critica o comportamento autoritário da governante, a qual, por sua vez, respondeu “com maior repressão” às manifestações da oposição.

Fonte: Rádio Vaticano