Um homem foragido da Justiça se entregou à Polícia depois de assistir a um culto no último domingo, 22 de dezembro.

Liberman Dias de Oliveira, 34 anos, estava foragido da Justiça do Acre depois de fugir da penitenciária estadual de Rio Branco. Apelidado de “Ronaldinho”, o homem tinha conseguido a progressão de pena e havia sido beneficiado com o regime semi-aberto.

[img align=left width=300]http://noticias.gospelmais.com.br/files/2013/12/liberman-foragido-convertido-200×162.jpg[/img]No domingo, foi ao culto de uma igreja Assembleia de Deus, onde ouviu a palavra e se converteu. Após sair da igreja, procurou uma guarnição da Polícia Militar e se entregou.

“Eu decidi me entregar, fui tocado pelo amor de Deus, não quero mais essa vida para mim. Eu estava usando muita droga aqui fora, mas depois que fui na Assembléia de Deus no bairro do Remanso senti que essa era a coisa certa a ser feita”, declarou o detento, segundo informações da Tribuna de Juruá.

Agora convertido, Liberman continua a negar a acusação que o levou à condenação. Em 1998, ele foi preso por latrocínio (roubo seguido de morte) de um segurança da Universidade Federal do Acre. O homem foi morto a pauladas.

Na ocasião, Liberman foi preso junto com um menor de idade, que o acusou de ordenar o assassinato: “Eu estava junto com o menino, mas eu não trisquei nem um dedo naquele homem. O rapaz que estava comigo era menor na época e disse que eu tinha mandado matar o homem. Eu respondo como mandante do crime, mas na verdade não fiz nada”, declarou.

O motivo da fuga da penitenciária, segundo ele, teria sido a vontade de ficar perto da família, na cidade de Cruzeiro do Sul: “Eu não tenho ninguém em Rio Branco, toda minha família é daqui, eu sentia falta deles e decidi vir pra cá. Já pedi diversas vezes que a juíza me transferisse para cá, mas ela não fez isso”, queixou-se.

[b]Fonte: Gospel+[/b]