A menos de uma semana de completar cinco anos à frente da Igreja Católica, o papa Bento 16 tem perdido o apoio dos católicos franceses, segundo uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira.

De acordo com o estudo, realizado para a revista francesa VSD, em 2010 apenas 33% ainda têm ‘uma boa opinião’ sobre o papa. Em uma análise de 2008, 53% responderam positivamente à mesma questão.

A queda de apoio ao pontífice também foi registrada entre os franceses que se consideram católicos praticantes. Neste ano, 66% deles disseram aprovar a atuação do religioso, enquanto há dois anos 86% o apoiavam.

Para 63% dos católicos entrevistados, porém, os casos de pedofilia envolvendo membros da Igreja Católica não influenciaram suas opiniões. Apenas 36% disseram que as denúncias contra os religiosos, divulgadas recentemente, influíram negativamente.

No último mês, uma pesquisa semelhante, feita na Alemanha, terra natal de Bento 16, também apontou a perda de confiança no alemão e na Igreja. Em dois meses, a popularidade do papa passou de 62% a 39% entre os católicos do país.

A perda de credibilidade perante os fiéis teria sido agravada pelas acusações contra religiosos, acusados de abusos sexuais contra menores em mais de 15 países, entre eles a França.

Até mesmo Bento 16 foi questionado por sua atuação diante das denúncias apresentadas durante o período em que ainda não era pontífice, quando comandava a Arquidiocese de Munique e Freising e, depois, quando passou a chefiar a Congregação para a Doutrina da Fé.

Joseph Raztinger, que fará 83 anos nesta sexta-feira, completará na próxima segunda-feira o quinto aniversário de seu Pontificado.

Fonte: Folha Online