Um estudo divulgado nesta quinta-feira mostrou que o consumo de cerveja ajuda a reduzir os níveis de colesterol do organismo. Um grupo de freiras abstêmias fez a experiência, bebendo meio litro diário do líquido durante 45 dias.

O estudo também mostrou que a cerveja não tem que conter álcool e não é necessário o consumo em grandes quantidades.

O ingrediente “mágico” é o lúpulo.

“O lúpulo, um dos principais ingredientes da cerveja, pode conter benefícios…na redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos”, afirmou o Centro de Informação sobre Cerveja e Saúde em um comunicado nesta quinta-feira.

Ainda assim, a experiência não pareceu ter ganho muitas adeptas à cerveja na comunidade de religiosas, que levam uma vida regrada e de dieta equilibrada.

“Para ser sincera, se eu precisasse reduzir o colesterol ou qualquer coisa, eu continuaria tomando. Mas eu não beberia cerveja apenas por beber, pois o gosto não me agrada”, afirmou a irmã Maria José a um canal espanhol de televisão.

Ela é uma das 50 freiras que tiveram que ingerir meio litro diário de cerveja. O resultado foi uma redução de 6 por cento no colesterol total entre as com alto nível, afirmou o Centro.

“Fizemos isso pelo bem da humanidade”, disse a irmã Almerinda Alvarez ao jornal El País.

Fonte: Reuters