A Frente Parlamentar Evangélica (FPE) divulgou na tarde desta quarta-feira, 06/04, Nota em que declara apoio ao impeachment da presidente da República Dilma Rousseff. Conforme o documento da frente composta por 85 deputados federais e cinco senadores, existe “grave crise econômica, moral, ética e política que atravessa o Brasil”.

O deputado federal João Campos (PRB-GO), presidente da FPE, afirma que a posição reforça o movimento nacional que pede o impedimento de Dilma bem como o fim do desgoverno a que o país hoje se submete.

Conforme a Nota, o movimento se baseia no pedido de impeachment que tramita no Congresso Nacional e que teve relatório apresentado nesta quarta-feira.

Prossegue o texto da FPE: “(a crise provoca) graves consequências na vida do povo brasileiro, tais como desemprego, inflação, fechamento de empresas, descrédito econômico nacional e internacional”.

Para a FPE, os mais pobres do país são os que mais sofrem os “resultados da crise generalizada”.

CRIMES

A Nota afirma que os parlamentares consideraram que os recentes escândalos de corrupção praticados pelo governo e os crimes de responsabilidade da presidente “constituem afronta ao povo e ao estado democrático de direito”.

Os parlamentares evangélicos afirmam que existe a necessidade de que seja “reestabelecida a esperança, a confiança, a unidade nacional e a retomada do crescimento”.

Leia a nota abaixo:

[img align=left width=450]http://www.dm.com.br/wp-content/uploads/2016/04/Nota-FPE-06-04-16.jpg[/img]

[b]Fonte: DM[/b]