A Sociedade Bíblica do Brasil presenteou, com uma Bíblia em braile, a menina Kelly Cristina Pereira, de 10 anos, portadora de deficiência visual. A garota que tinha o sonho de “ver” a Bíblia, transbordava alegria ao tatear pela primeira vez exemplar em braile da Palavra de Deus.

A SBB participou, no dia 26 de novembro, da premiação do 1º Concurso de Redação Temática do Mercado Porta a Porta de Livros, lançado pela Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL), durante a última edição da Bienal do Livro de São Paulo, em junho. O tema escolhido para a redação foi uma homenagem ao vendedor de livros domiciliar, com o título “O amigo do meu melhor amigo”.

Para a seleção do vencedor, foi designada uma orientadora pedagógica que dividiu o concurso em duas categorias: crianças de 8 a 11 anos e de 12 a 14 anos. Uma das vencedoras foi a menina Kelly Cristina Pereira, de 10 anos, moradora de Campinas (SP) e portadora de deficiência visual. O sonho dela, conforme relato comovente na redação premiada, era “ver” uma Bíblia.

Sensibilizada com o pedido, a SBB doou um exemplar de A Fé Vem Pelo Ouvir – Novo Testamento em MP3 – e os livros de Gênesis e Salmos (Partes I e II) da Bíblia em Braile. A entrega foi uma grande surpresa para a Kelly, que poderá realizar seu sonho por meio da audição e leitura bíblica.

Além disso, ela será cadastrada no programa Inclusão do Deficiente Visual – que beneficia mais de 2,5 mil deficientes visuais – e assim receberá, a cada três meses, um novo volume que integra a Bíblia completa em braile. “De todos os presentes que minha filha ganhou neste concurso, a Bíblia com certeza foi o que mais alegrou o coração dela”, disse Marcos Lissoni, pai de Kelly.

A menina, por sua vez, era só sorrisos ao posar com a Bíblia e tatear suas páginas. “Estou muito contente pelo presente. Amo a Bíblia porque eu gosto da Palavra de Deus”, justifica Kelly, que frequenta a igreja todos os domingos.

Ávida por leitura, desde pequena tinha dificuldades de encontrar publicações em Braile. A mãe Maria Helena costuma ler sempre as histórias bíblicas para a filha: “Agora, com a Bíblia em braile em mãos, a Kelly vai ler cada livro grande desses em três dias. Ela fica até tarde lendo”, conta orgulhosa.

A ganhadora da outra categoria do concurso, Juliana Teixeira de Oliveira, 12 anos, também foi premiada pela SBB com a Bíblia das Descobertas. “Já tenho em casa uma pequena Bíblia de cabeceira. Mas esta nova é boa demais. Gostei muito das ilustrações, dos desenhos e da forma como as mensagens são passadas”, elogia a pré-adolescente, moradora de Campo Limpo Paulista (SP).

Já a ADBL ofereceu aos vencedores do concurso uma biblioteca com mais de 70 títulos, voltados a toda família e compostos por diversos gêneros do setor porta a porta.

Fonte: Site da Sociedade Bíblica do Brasil