A sessão da última quarta-feira, 23, na Câmara Municipal foi marcada por embates entre os governistas e oposicionistas devido aos valores que serão gastos no Palmas Capital da Fé, que acontece de 24 a 28 de fevereiro na Vila Olímpica ao lado do Estádio Nilton Santos.

Ao todo, a Prefeitura vai desembolsar R$ 909.012,290, quase R$ 1 milhão de reais com a realizações dos shows durante os quatros dias, sem contar com estrutura de palco e som.

[img align=left width=300]http://www.jmnoticia.com.br/wp-content/uploads/2016/10/milton-neris.jpg[/img]O debate se deu após após o vereador Milton Neris (PP), na foto ao lado, solicitar a planilha de gastos detalhadas por meio de ofício à Prefeitura de Palmas de todos os cantores que vão se apresentar no evento que justifique o montante de quase R$ 1 milhão, e lembrou que o show que será pago pela prefeitura ao Padre Fábio de Melo é de R$ 170 mil reais.

“Eu quero saber é o que tem embutido nos R$ 170 mil reais do contrato, sou fiscal do povo, eleito pelo povo, não estou aqui questionando a pessoa do Padre Fábio, e sim os recursos públicos”, disse Neris.

Rebatendo o vereador Milton Neris, na foto abaixo, o governista Tiago Andrino saiu em defesa da gestão Amastha e defendeu os gastos com o Palmas Capital da Fé e disse que o evento é mais barato que a maioria dos carnavais do país:

[img align=right width=300]http://www.jmnoticia.com.br/wp-content/uploads/2017/02/andrino-palmas.jpg[/img]“O Capital da Fé é mais barato que a maioria dos carnavais no Brasil. Além de gastar menos na realização, economizamos em segurança, saúde e tantos outros pontos nos quais se costuma ter prejuízo no carnaval secular. Não condeno esse tipo de festa, mas é preciso reconhecer o que foi feito em Palmas. O Brasil já reconhece. Estive no Espírito Santo e as pessoas elogiaram muito. Os secretários do turismo do Brasil elogiaram a inovação que foi feita por aqui. É bom para o palmense, é bom para Palmas, é bom para o turismo”, reforçou.

Em seu discurso, o vereador evangélico Rogério Freitas (PMDB), afirmou que o estado brasileiro não é laico, é cristão, e saiu em defesa do evento Palmas Capital da Fé.

“Estão tentando esconder o que está por trás do contrato do Palmas Capital da Fé… Palmas gasta R$ 5 milhões de reais em três dias… a questão é quanto se paga. Cadê o contrato”, questionou Freitas.

Ao JM Notícia, o vereador Lúcio Campelo (PR), lembrou que o país vive momento de crise, assim como o município:

“Quer fazer a festa, faça mas dentro de um processo de moralidade, legalidade e razoabilidade, e agente tá vendo o prefeito dispensar licitação para fazer a festa.. eu entendo como afronta a sociedade palmense. Precisa fazer a festa por que não planejou”? questionou Campelo que é a favor da festa, mas defendeu planejamento.

[b]SHOWS[/b]

Entre os shows mais caros do evento, está o do Padre Fábio de Melo que custará aos cofres público R$ 170 mil e do cantor Anderson Freire, no valor de 112.068,00. Os dois shows totalizam R$ 282, 068,00 mil.

O show com os cantores Marcos Nunes, dia 25 de fevereiro, da banda Preto no Branco, no dia 26 de fevereiro, da cantora Priscila Alcântara, dia 28 e do DJ JP, dos dias 24, 25, 26, 27 e 28, ficou no valor total de R$ 126.500,00. A contratação é por meio da Agência Municipal de Turismo com a empesa representante desses artistas ­ a Celebrai Music Produções e Eventos Eireli ­ ME.

O show da Banda Rosa de Saron custará valor de R$ 86 mil. Já a apresentação do cantor Fernandinho, dia 24, sairá por R$ 85 mil. O show com a banda Ministério Adoração, dia 27 de fevereiro, sairá por R$ 58.899,00; Mylla Karvalho e o cantor Leo Brandão vão receber R$ 50.360,00 ­ ambos contratados através da empresa Empório A&C Ltda­ME.

A realização do show artístico musical com a dupla André e Felipe, dia 28, sairá pelo valor de R$ 49.950,00 ­ contratado através da empresa Santoro Produção Musical Ltda ­ ME.

Banda Dominus, que se apresenta no dia 27 de fevereiro, receberá R$ 40 mil contratada através da empresa Fino Tom Produções e Eventos Ltda ­ ME. O cantor Pregador Luo, com show marcado para o dia 25 de fevereiro, custará R$ 46.000,00 mil.

O show artístico musical com o cantor Eros Biondini e Banda, no dia 25, saiu pelo valor de R$ 43.735,29 ­ contratação pela empresa Fino Tom Produções e Eventos Ltda ­ ME. Entre os shows mais baratos estão: show com o cantor Thiago Brado no dia 25 de fevereiro por R$ 23 mil (contratação pela empresa TB Produções Ltda ­ ME) e do Palhaço Batatinha, que se apresentará dos dias 24 a 28 de fevereiro, por R$ 17.500,00 mil ­ contratado através da empresa Divonagno Alves dos Santos.

Todas as contratações, de acordo com portarias, foram por inexigibilidade de licitação. Todos os contratos são através de empresas representantes dos artistas, fechados com a Agência de Turismo de Palmas que tem como presidente, Cristiano Rodrigues.

[b]Fonte: JM Notícia[/b]