O desejo de Horst Gorski, um homossexual, de se tornar pastor de uma igreja luterana vem gerando polêmica na Alemanha nesses últimos dias, informou a agência Ansa nesta terça-feira.

Horst Gorski vai se candidatar no dia 12 de julho a pastor de Schleswig, ao norte do país – iniciativa que provocou muitas críticas.

A homossexualidade de Gorski incomoda os conservadores luteranos, que dizem que se afastarão da igreja caso ele seja efetivado.

“Muitos membros da comunidade têm dificuldade em aceitar um pastor com esse estilo de vida”, falou Ulrich Ruess, pastor de Hamburgo, ao jornal Die Welt.

Outros afirmam que Gorski arranhará a imagem da igreja que Martinho Lutero fundou no século XVI.

Por sua vez, Maria Jepsen, a primeira pastora dessa igreja, disse que Gorski tem todos os requisitos para ocupar o cargo.

Fonte: Terra