Um grupo de leigos católicos, que entende plausível viver duas identidades aparentemente antagônicas – ser católico e ser gay – colocou na rede mundial de computadores o sítio Diversidade Católica, no qual pretende fornecer subsídios teológicos e pastorais que ajudem a conciliar essas identidades.

“As ações e palavras de Cristo presentes nos evangelhos deixam bem claro que todos são chamados ao amor divino, independente de qualquer condição”, diz o Diversidade Católica ao se apresentar, enfatizando: “O lugar para viver e crescer nesse amor universal é a igreja, comunidade dos que crêem em Cristo”, independente da orientação sexual dos fiéis.

Entendendo-se como uma ponte entre o mundo GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros) o sítio web Diversidade Católica quer colaborar para que pessoas nessas condições vivam sua vocação e dignidade de filhos de Deus e para que a Igreja se abra à diversidade sexual.

A sexualidade humana é, no entendimento do Diversidade Católica, “um dos assuntos mais pungentes para a Igreja hoje”. Texto explica que a Sagrada Escritura condena as práticas homossexuais, mas alerta que a cultura bíblica de então não tinha conhecimento dos dados hoje disponíveis sobre a sexualidade humana.

“É absolutamente compreensível a posição bíblica sobre a homossexualidade diante do contexto cultural em que a humanidade vivia, o que não se justifica na posição atual da Igreja sobre o tema. A não ser que na compreensão da doutrina não colaborem em nada as outras áreas do conhecimento humano, ou que a Bíblia não precise ser interpretada no seu contexto originário para se compreender de maneira total da Revelação”, assinala o Diversidade Católica.

“Nossa tarefa é mostrar o quão seduzidos estamos pela mensagem do cristianismo como porta aberta para os que crêem na mensagem inclusiva de um Deus que atravessa os desertos e os mares, soprando onde deseja, cuja máxima é o amor ao próximo como a si mesmo, tendo como horizonte o amor de Deus por suas criaturas”, define.

O grupo Diversidade Católica formou-se em julho de 2006, no Rio de Janeiro, e desde então tem se reunido mensalmente, numa postura de comunhão com a igreja. O Diversidade Católica quer mostrar que é possível sair do armário sem precisar sair da igreja. O sítio pode ser conectado na web – http://www.diversidadecatolica.com.br/

Fonte: ALC