O temor de uma possível perseguição aos cristãos por parte do governo se acentuou após demolição de mais uma igreja no norte da China; a segunda em menos de mês.

A igreja Golden Lampstand ficava em Linfen, cidade localizada na província de Shanxi.

Testemunhas e o pastor da igreja, que conversaram com o jornal britânico The Guardian, disseram que a construção foi derrubada com uma série de explosivos no último domingo. Após a demolição do prédio, a equipe destruiu as peças restantes.

A Golden Lampstand foi construída há mais de um século e custou um total de 17 milhões de yuan (8,4 milhões de reais) na época.

Autoridades do governo negaram a demolição, mas, a ONG Cristã ChinaAid, situada nos Estados Unidos, divulgou imagens das ruínas do templo evangélico.

Há menos de um mês, uma igreja católica erguida 20 anos atrás também foi demolida na província vizinha de Shaanxi.

A igreja de Golden Lampstand reunia cerca de 50 mil fiéis na China. Assim como a Lampstand, pequenas congregações são comuns no país comunista e têm sido alvo de perseguições do partido oficial.

As religiões cristãs são vistas como inimigas dos valores comunistas e segundo, o Partido Comunista, são ameaças à ordem social.

Na teoria, a China possui liberdade religiosa. Na prática, porém, é fortemente controlada pelo governo, o que levou ao surgimento de igrejas informais nas casas. Com frequência, pastores são presos, e construções, derrubadas.

Fonte: Veja.com