O governador do estado do Paraná, Roberto Requião destacou nesta segunda-feira (5), ao receber em audiência o arcebispo metropolitano dom Damaskinos Mansour, representante maior no Brasil da Igreja Ortodoxa Antioquina, o importante papel das igrejas em manter os jovens afastados das drogas.

Segundo Requião, são os jovens os responsáveis por grande parte dos crimes praticados no país.

“Em algumas regiões do Brasil, como a Baixada Fluminense, a luta pelos pontos de venda de drogas fez com que os homens jovens praticamente desaparecessem. A igreja proporciona ao jovem a oportunidade de pertencer a algum grupo, onde alguns valores importantes são conservados”, disse o governador ao grupo de religiosos e empresários de origem árabe, que esteve no Palácio Iguaçu para cumprimentá-lo por sua reeleição.

“Fiquei feliz por sua vitória, que foi merecida, porque sinto que as coisas estão mudando para melhor no Paraná”, acrescentou o arcebispo, que há 14 anos dirige a Igreja Ortodoxa Antioquina no Brasil, onde a colônia árabe conta com mais de 4 milhões de pessoas. A sede da igreja é em São Paulo.

Segundo Dom Damaskinos, a Igreja Ortodoxa é a mais antiga de todas. Ela foi fundada pelos santos apóstolos Pedro e Paulo. “No Brasil, temos templos em São Paulo, Curitiba e em várias outras cidades. Entretanto, nos lugares onde não temos templo, a comunidade se reúne em templos cedidos pela Igreja Católica. Em Londrina, não temos templo, mas temos uma comunidade forte e atuante. Temos planos de em breve construir um templo na cidade”.

Ele lembrou que em outros países a igreja realiza importante trabalho de atendimento aos mais pobres. “Mas, no Brasil e especialmente no Paraná, o governo vem fazendo a contento esse papel e isso nos dá a oportunidade de dedicarmos mais a parte espiritual. Espero que o governador Requião continue assim, olhando para os mais pobres”, finalizou.

Fonte: Agência Estadual de Notícias – Paraná