Na tarde de 8 de janeiro de 2010, 30 líderes da igreja não registrada Aliança (CHCA) foram presos na cidade de Handan, província de Hebei, na China.

De acordo com um dos prisioneiros, que conseguiu utilizar rapidamente seu celular para falar com um contato, um grupo de policiais da Segurança Pública (PSB) da cidade de Handan invadiu o local onde era realizada uma reunião de líderes, em que 30 homens e mulheres estudavam a Bíblia, e os levou à força para interrogatório.

Entre os 30 líderes que foram presos, estavam o pastor Li Cuixiang, da região de Handan, e o ancião Wu Jianghe, de Pequim. O informante contou que o PSB ameaçou alguns dos pastores com 15 dias de prisão administrativa. Assim que relatou o acontecido para seu contato externo, a ligação foi cortada. A ChinaAid acredita que o celular do pastor foi confiscado, pois ninguém conseguiu entrar em contato com ele.

O presidente da CHCA, pastor Zhang “Bike” Mingxuan pede para que o governo de Handan liberte os líderes imediatamente.

Fonte: Missão Portas Abertas