Uma valiosa imagem religiosa roubada em agosto de um mosteiro na Grécia foi encontrada após cinco semanas de buscas policiais. A operação envolveu bloqueios de ruas, grampos telefônicos e buscas com helicópteros.

As autoridades disseram que a pintura da Virgem Maria, de 700 anos, não havia sido danificada, apesar de ter sido retirada de sua moldura de madeira durante o roubo.

Um romeno preso na ilha de Creta após uma informação recebida pela polícia confessou o roubo.

Com ele a polícia encontrou algumas das jóias que os fiéis colocavam na imagem com o objetivo de ter sorte.

A imagem foi encontrada em um buraco em uma espessa parede de pedra na casa para onde havia sido levada.

Poderes milagrosos

Os cristãos ortodoxos acreditam que a imagem tenha poderes milagrosos. Ela simbolizaria a liberdade grega durante a campanha do século 19 para expulsar o império turco-otomano.

Segundo o correspondente da BBC em Atenas Malcolm Brabant, os fiéis altamente religiosos e supersticiosos do mosteiro de Elona atribuem a recuperação da imagem ao poder de suas orações.

Eles dizem que a Panagia, como a imagem é conhecida, protege os moradores da região e tem o poder de curar os doentes.

Dimitris Tsigounis, prefeito de Leonidio, a cidade mais próxima, disse que estava muito feliz com a recuperação da imagem e prometeu uma cerimônia no mosteiro na próxima semana para comemorar o seu retorno.

Inicialmente a polícia acreditou que a imagem havia sido roubada a pedido de algum colecionador rico ou sob as ordens de alguém que estava doente e que esperava se beneficiar de seus supostos poderes.

Mas, segundo a lenda local, os milagres somente ocorrem se a imagem estiver segura na pequena capela de pedra no alto das montanhas do Peloponeso.

Fonte: BBC Brasil