A guerra por horários na televisão com a Igreja Mundial pode fazer a Universal do Reino de Deus desembolsar um valor em torno de R$ 60 milhões por mês, informou a coluna Outro Canal, do jornal Folha de S.Paulo.

Por falta de pagamento, Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial, perdeu as 22 horas de programação na Rede 21, da Band, para Edir Macedo, da Universal.

O valor do aluguel do 21 está na casa dos R$ 7 millhões/mês. O religioso terá também de desocupar a madrugada da Band, que custa cerca de R$ 4 milhões mensais.

Ambos espaços estão sendo locados pela Universal, que vive em guerra com a Mundial. A Rede Record, emissora de Edir Macedo, exibiu em seus jornalísticos denúncias envolvendo Valdemiro Santiago. Este, por sua vez, não poupa ataques a Macedo em cultos e programas de TV.

A Universal ainda aumentou a sua participação na CNT, onde paga R$ 6 milhões mensais para ocupar quase 50% da grade. Há também horários locados na RedeTV! e em canais menores.

Esse investimento da Universal não irá refletir no espaço dos religiosos na Record. O mercado estima que a igreja invista algo em torno de R$ 41 milhões mensais na emissora, ocupando cerca de 32 horas semanais.

Procurada, a Universal diz que valores de contratos são sigilosos. A Mundial não comenta o assunto.

[b]Fonte: Folha de São Paulo e portal Terra[/b]