Um holandês foi ontem condenado a três meses de prisão na Birmânia por ter desligado o altofalante de um templo budista, uma ofensa grave no país do Sudeste Asiático onde o budismo domina a sociedade.

“Klass Haytema foi condenado a três meses de prisão num campo de trabalho”, declarou o juiz do tribunal de Mandalay, onde decorreu o julgamento.

Haytema, de 30 anos, foi condenado por “insulto à religião”, crime punido no código penal birmanês e no qual incorre “quem perturbar voluntariamente uma assembleia que realiza pacificamente um culto religioso”, de acordo com o artigo em questão.

[b]Fonte: Ponto Final – Portugal[/b]