[img align=left width=300]http://i0.statig.com.br/bancodeimagens/cy/hn/w9/cyhnw957uk8niccdcpu6k6zk6.jpg[/img]Um norte-americano, identificado como Christopher Cannella (foto), 39 anos, invadiu a pista do aeroporto John F. Kennedy logo após a decolagem do voo do papa Francisco, no último domingo (27), informaram os jornais “Daily News” e “New York Post”.

Segundo as publicações, Cannella estava armado com uma faca e entrou no local de acesso restrito mostrando uma credencial dos bombeiros. O homem seguiu com sua SUV um comboio que acreditava ser do Pontífice, quando na realidade, perseguia o do presidente do Turcomenistão.

Ao perceber o erro, ele mudou de direção e começou a seguir os carros da comitiva que transportavam o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi. Por causa de sua movimentação suspeita, os seguranças seguiram o homem e o prenderam.

Os dois líderes estavam no local para iniciar sua participação na Assembleia Geral das Nações Unidas, que iniciou nesta segunda-feira (28).

De acordo com o “NY Post”, o líder da Igreja Católica partiu às 9h (hora local) para a Filadélfia e o incidente ocorreu às 18h (hora local). Um dos advogados de Cannella afirmou às publicações que seu cliente é casado e pai de dois filhos e está passando por um processo de estresse causado por luto. Ele ainda precisou parar de trabalhar na corporação de bombeiros de Long Island por causa de um problema no quadril.

[b]Fonte: iG[/b]